arrow_drop_down
MATÉRIA: Outubro rosa

MATÉRIA: Outubro rosa

Graça e paz amados!

Vamos aproveitar o mês de outubro, para compartilharmos de um tema muito importante para as mulheres, o “Outubro rosa”.

MAS O QUE É OUTUBRO ROSA?

Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero.

O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. 

Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano), de prevenção do câncer de mama.

O câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano.

A doença costuma ser mais comum em mulheres a partir dos 40 anos, mas há a possibilidade de surgir antes disso. A boa notícia é que, quando diagnosticado precocemente, as chances de cura chegam a 95%. A melhor forma de garantir o diagnóstico na fase inicial da doença é ficar atento aos sinais.

FIQUE ATENTA A SINAIS COMO:

1) CAROÇO DURO E INDOLOR

Esse é o sintoma mais conhecido da doença e também o mais comum, a presença de um nódulo mamário nem sempre é um indício de câncer já que também pode ser causado por alterações no ciclo menstrual, gravidez e amamentação. No entanto, é fundamental se manter atenta ao seio para saber diferenciar um caroço normal de um tumor real. 

“Algumas mudanças podem ser temporárias, mas se o nódulo persistir por mais de um ciclo menstrual (cerca de 28 dias), visite seu médico”.

2) PELE DO SEIO DESCOLORADA

Esse sintoma geralmente afeta mulheres na faixa dos 60 anos, a descoloração do seio pode indicar a presença de câncer de mama inflamatório, um tipo raro da doença. “A mulher pode notar que o seio está vermelho, inflamado e parece pesado”.

Em mulheres acima dos 30 anos, uma descoloração na pele pode indicar mastite (uma inflamação do tecido mamário provocado pelo bloqueio de um ducto mamário). Já se for uma mulher na pós-menopausa e não houver histórico de picada de inseto ou lesão recente, é importante procurar um especialista e verificar o problema.

3) SEIO COM TEXTURA DIFERENTE

Além da descoloração da pele do seio, outro sinal do câncer de mama inflamatório é uma parte da pele do seio apresentar pequenas “crateras”, um tipo de ondulação parecida com superfície de uma bola de golfe. Isso acontece porque o tumor pode estar puxando a pele e causando pontos irregulares. Outra forma de reconhecer o problema pela textura é se parecer a casca da laranja (fenômeno conhecido como “pele de laranja).

4) VAZAMENTO DE LÍQUIDO

Se você não está amamentando, fique atenta as secreções mamilares, incluindo as que contenham sangue. Esse vazamento é um alerta para o câncer de mama ou pode ser causado por um crescimento benigno, mas a única forma de saber é procurando o médico. Caso o vazamento esteja associado a um nódulo é sinal vermelho para a doença.

5) PEITO ENCOLHIDO

É comum que a mulher tenha um seio levemente maior que o outro, mas é importante ficar atenta a diferença no tamanho da mama. Isso porque um dos sinais de tumor mamário é o encolhimento do seio. “Às vezes, quando há um tumor em um dos seios, ele puxa a pele e os ligamentos, o que causa essa redução no tamanho. Grande parte do tecido mamário é gordura e o câncer pode consumir essa gordura, contribuindo para o encolhimento”.

6) INVERSÃO NO MAMILO

Há três tipos comuns de mamilos: aqueles que estão para fora, os planos e o que são para dentro (ou invertido). Saber essa diferença é essencial, pois mudanças no mamilo também são sinais de câncer de mama. “Se notar que o mamilo inverteu de posição, digamos, era para fora e agora está para dentro, é importante fazer um check-up”.

Independentemente da idade, de bebê à idosa, a mulher precisa ter cuidados essenciais com a saúde. E desta forma garantir também a qualidade de vida. Mulher! Esteja atenta aos cuidados com sua saúde e realize os exames de rastreamento.

O Sistema Único de Saúde oferta exames para rastreio do câncer de colo de útero e câncer de mama para as mulheres de acordo com diretrizes específicas.

O início da coleta do exame papanicolau, para rastreio do câncer de colo de útero, deve ser aos 25 anos de idade para as mulheres que já tiveram atividade sexual. Os exames devem seguir até os 64 anos e serem interrompidos quando, após essa idade, as mulheres tiverem pelo menos dois exames negativos consecutivos nos últimos cinco anos.

O rastreamento para o câncer de mama, com o exame de mamografia é a estratégia de saúde pública que tem sido adotada em contextos onde a incidência e a mortalidade por câncer de mama são elevadas. A recomendação para as mulheres de 50 a 69 anos é a realização de mamografia a cada dois anos e do exame clínico das mamas a cada ano.

Aproveite o momento, procure sua Unidade de saúde e realize seus exames de rastreamento, com estas dicas, fica mais fácil cuidar da saúde, em qualquer fase da vida! Deus os abençoe!

Texto: Silvia Alves Ferreira Antunes - Fotos: Thiago Claudino | Lucas Gonçalves - E-mail: pibanchieta01@gmail.com - Instagram e Facebook: @pibamultisite