arrow_drop_down
MATÉRIA: Agosto Dourado

MATÉRIA: Agosto Dourado



O mês de agosto é considerado “Agosto Dourado”, por mais que o mês esteja acabando, vamos falar sobre a importância desse mês e dessa temática, porque simboliza a luta pelo incentivo à amamentação - a cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. Faz-se ainda uma alusão ao Dia Mundial da Amamentação, comemorado em 1º de agosto, e à SMAM (Semana Mundial do Aleitamento Materno), que vai de 1 a 7 de agosto.

 

E aproveitando a oportunidade, falaremos às mamães e às gestantes sobre este tema tão importante.

 

A AMAMENTAÇÃO, ou ALEITAMENTO, que é o período de tempo durante o qual o recém-nascido se alimenta total ou parcialmente do leite materno. Até o sexto mês de vida, ele deve ser o único alimento ingerido pelo bebê. Após os seis meses deverá ser complementado com outros alimentos até aos dois anos de idade. Alimentos estes que deverão ser orientados pelo pediatra.

 

Logo após o nascimento, já deverá ser oferecido o leite materno à criança, pois o leite nos primeiros dias após o parto é chamado de colostro e oferece grande proteção contra infecções.  O colostro é considerando a “primeira vacina” do bebê, o leite materno dado ao bebê após o parto faz o útero da mãe voltar ao tamanho normal mais rápido e diminui o sangramento, prevenindo a anemia materna e reduzindo o risco de câncer de mama e ovários.

 

São inúmeras as vantagens para a saúde da criança amamentada, como: proteção contra alergias e infecções, fortalecendo-se com os anticorpos da mãe e evitando problemas como diarreias, pneumonias, otites e meningites. Favorece o desenvolvimento dos ossos e fortalece os músculos da face, com isso facilita o desenvolvimento da fala, regulando a respiração e prevenindo problemas com a dentição. Além de promover um maior contato mãe e filho, um tempo tão especial na vida da mulher.

Para as mamães que por algum motivo não conseguem amamentar seu bebê, é importante que a mãe não se culpe por isso. É necessário que ela busque orientação profissional e procure ficar a mais tranquila possível.

 

para melhorar a produção de leite materno, é importante que a mulher que amamenta beba cerca de 3 a 4 litros de líquidos por dia, faça uma alimentação equilibrada rica em frutas, vegetais e cereais integrais, e também aumente a frequência e a duração das mamadas, para estimular o reflexo do hormônio prolactina que aumenta a produção de leite materno.

 

Sabendo que quanto mais o bebê mama mais leite a mãe produz e, por isso, a mãe deve deixar o bebê mamar sempre que tem fome, mesmo à noite e, se possível, deixar o bebê esvaziar a mama até ao fim e só depois oferecer a outra.

 

Espero ter ajudado de certa forma a você, mamãe, a estar disposta a enfrentar este desafio da amamentação. Esclareça suas dúvidas, aproveite o momento e estude mais sobre o tema e lembre-se: “Amamentar é mais do que nutrir, é um ato de conexão, amor, energia e calor”.


Texto: Silvia Antunes - Fotos: Thiago Claudino - E-mail: pibanchieta01@gmail.com - Instagram e Facebook: @pibamultisite